Ansiedade – será que preciso de ajuda?

Ansiedade – será que preciso de ajuda?

Todas as pessoas ficam ansiosas em determinada fase das suas vidas como por exemplo: problemas familiares; falar ao público; entrevista de trabalho; etc. Mas quando essa ansiedade começa a fazer parte de quase toda a nossa vida é hora de questionarmos: Ansiedade – será que preciso de ajuda?

É um pouco complicado determinar se o que estamos a sentir, no momento, é uma ansiedade normal ou uma ansiedade perigosa. Por isso vou listar alguns sintomas que estão relacionados com ansiedade. Se notarem que esses comportamentos têm sido frequente e cada vez com mais intensidade, aconselho a buscar ajuda de terceiro (caso vocês não consigam auto-controlarem-se).

Preocupação extrema

É normal sentir preocupado com alguma coisa, mas quando essa preocupação torna-se excessiva de tal forma que você não consegue concentrar-se em nada mais, durante o dia. Por vezes, essas pessoas não comem, não saem da cama devido preocupações. Dependendo do grau da situação, a ajuda pode passar por uma simples conversa com alguém a uma consulta com um especialista.

Problemas em dormir

Quando você não consegue dormir devido alguma situação que está a passar ou devido alguma preocupação, então é hora de buscar ajuda, principalmente se isso já dura alguns dias.

Medo de algo que pode até não acontecer

Se de repente ficas assustado com alguma coisa, que até pode não vir a acontecer, mas o teu cérebro diz que vai acontecer, o que te deixa assustado de tal forma que nem consegues levar um dia normal. Então é necessário ajuda.

Fobia social

É normal sentir algumas borboletas na barriga, transpirar, suar nas mãos ou tremer quando vamos  apresentar um trabalho, a uma entrevista ou mesmo conhecer alguém novo. Mas quando, mesmo com alguns exercícios calmantes e outras estratégias, não conseguem minimizar esses sintomas então é hora de procurar ajuda de um especialista. Estamos a falar de transtorno de ansiedade social. Existem alguns treinos que podem ajudar a minimizar esses sintomas.

Perfeccionismo

O perfeccionismo está associado a transtorno de ansiedade a partir do momento que você passa a vida a julgar a si mesmo. Não consegue entregar um trabalho a tempo porque acha que ainda não está perfeito (mesmo quando está). Uma simples saída a rua pode torna-se uma dor de cabeça devido a dificuldade de encontrar uma peça de roupa que seja perfeita para combinar. A ideia de ser chamado à atenção por algo que fez mal não lhe sai da cabeça até o faz ficar deprimido.

Insegurança

Sentir insegurança em qualquer situação também está associada a transtorno de ansiedade.  A insegurança pode ter diferentes origens, mas a maior parte das vezes tem a ver com a falta de autoconfiança. Normalmente isso acontece devido a constante desaprovação dos outros.

Todos esses sintomas e outros que não estão aqui estão associados a transtorno de ansiedade. Por isso se achas que estás a passar por uma delas, procurem ajuda e foquem-se nas estratégias para controlar essa ansiedade. Sejam Saudáveis!

Close Menu